Um aniversário de despedida

Meu penúltimo final de semana no Brasil foi assim, comemorando e me despedindo das pessoas mais especiais na minha vida. Resolvi fazer meu aniversário na Spettaria, um dos melhores churrasquinhos que já comi aqui em POA. Óbvio que ia escolher espetinho né gente, vou ficar um ano sem carne!! Acha que eu sou boba de certo hahahha
 djulie 24 anos balao com numero a gas
Dividi meu aniver em duas partes: PT 1 com amigos na Spettaria sábado à noite e PT 2 com família e amigos mais próximos no salão de festas lá de casa. Foi simplesmente perfeito! Todos foram pra me abraçar e me desejar só coisas boas nessa nova aventura que inventei. Fiquei realizada ao receber tanto carinho de pessoas incríveis que são meus amigos e família. 
Como é bom estar ao lado de quem tu mais ama não é? E ainda comemorando! Ri muito, comi MUITA CARNE, dancei e me diverti um pouco com cada um. Foi uma comemoração junto de despedida. Com gostinho de muita alegria, orgulho e uma ponta da futura saudade. Muitos falaram que estão felizes e tristes ao mesmo tempo, por estarem orgulhosos e também por sentirem minha falta. Não tenho dúvidas de que um ano passa muito rápido. Ainda nem fui mas sei que vou voltar repleta de histórias pra contar para todos. A verdade é que de alguma forma quero ser aquela que saiu da zona de conforto e foi viver sua vida da maneira mais simples possível. Várias pessoas já estão dizendo que eu sou o exemplo pros seus filhos, gente vocês não têm noção de como isso me deixa radiante!!!
Sou muito determinada para tudo que almejo. Enquanto não consigo não me aquieto e corro atrás até o fim. Depois que me formei, fiz a promessa de fazer intercâmbio até metade de 2016 e olha só tudo que está acontecendo agora! Nos últimos anos mudei tanto. Evolui, amadureci, elevei minha auto estima, aceitei meu corpo, minhas regras, entendi a importância minha raça, da minha identidade. E por fim perdi o medo de encarar desafios e aceitei a Índia de braços abertos.
Olha que lindo o bolo que minha mãe mandou fazer com o tema viagem
Olha que lindo o bolo de aniversário que minha mãe mandou fazer com o tema viagem!

Eu só queria agradecer demais a todos que mandaram um recadinho aqui no face, um Whats, um chat ou aqueles que fizeram uma forcinha pra passar o dia ou a noite comigo e me dar um abraço! Como típica canceriana já chorei lendo as cartinhas e alguns recados que recebi. Muito muito muito obrigada pelas palavras de incentivo e por sempre dizerem que sou exemplo, vocês não têm noção de como isso me deixa feliz! Não tenham dúvidas que isso é apenas o começo, vem aí muitos mais anos de vida para vocês se orgulharem de mim!

Continue Reading

New box braids degradê

Eu sei que de início a proposta do blog era mostrar minha transição capilar, mas acabou que o foco foi tornando-se as transições da minha vida, mas de fato ainda estou de box braids e olha como passa rápido! Já esta na hora de eu trocar o cabelo e minha raiz ja cresceu TRÊS DEDOS, nem acredito! Ta indo muito rápido, acho que ate o fim do ano ja estou usando meu black <3

Como tinha explicado anteriormente, posso ficar com as tranças por três meses e agora que vou ir pro intercâmbio tenho que deixar elas ajustadas antes de viajar né? Tá todo mundo me perguntando como vou fazer com as tranças lá, ate porque não vou ter minha Itanajara lá pra colocar as braids pra mim. Mas gente relaxa, quando chegar lá pesquiso alguém que faça e se não encontrar, vamo de black mesmo.

Mas voltando as novas tranças, já estava a horas pesquisando os cabelos jumbo em degradê, vi algumas coloridas lindas, mas queria algo um pouco menos chamativo, porque né eu já sou chamativa por mim mesma. A própria Magá Moura já nos dá uma surra de beleza com box braids coloridas e queria ter a personalidade dela pra fazer. Sério, virou minha musa. Pesquisei bastante as cores e fui lá no Empório do Cabelo escolher o novo jumbo pra colocar. O problema começou quando não encontrei o que queria, minha ideia era colocar um degrade do preto para o castanho escuro, mas só tinha essas opções:

box-braids-degrade

 

Juro que fiquei uma meia hora lá com a vendedora tentando decidir o que iria fazer, afinal ali era o único lugar que poderia comprar o cabelo, todas as outras lojas só tinham o preto ou cores nada a ver comigo, tipo vermelho.

Continue Reading

Unwritten

unwritten

De uns tempos pra cá, venho buscando evoluir como pessoa. Tenho sim buscado minhas raízes, mostrado minha identidade e manifestado um empoderamento feminino e negro que nunca me dei conta ser tão necessário na minha vida. Deu pra perceber que não me calo pelos meus direitos, minhas vontades e meus sonhos. Já vai fazer um ano que realizei o primeiro deles. Está mais do que na hora de mais um sonho da lista ser riscado. Por quase dois anos fui acolhida pelo Grupo Invest para fazer parte do setor de Marketing. Fiz amizades incríveis por lá e que não tenho dúvidas que irei levar pela vida inteira. Aprendi com minha chefe, como ser a Emily que a Miranda teve orgulho de ter contratado. Evolui como profissional e descobri uma paixão pelo Marketing Digital a qual me rendeu um auxílio educação no MBA. Me frustei diversas vezes ao perceber que o meu trabalho não ia pra frente lá dentro por não ter verba pra continuar. Mas aprendi aquilo que todo mundo diz: o que tu aprende na vida acadêmica não acontece na vida real. Entrei uma menina, e agora sai mulher. De cabeça erguida e orgulhosa da minha decisão. Engraçado que todos os empregos que tive eu sai por vontade própria, nunca fui demitida e sim surpreendi meus chefes pela coragem de dar um passo à frente. Esse foi o fim de uma etapa e o início de um novo desafio. Afinal, dizem que existe um mundo mágico fora da nossa zona de conforto. Então bora lá, conhecer o mundo!

Como diz minha música predileta da Natasha Bedigfield:

Live your life with arms wide open, today is when your book begins, the rest is still unwritten

(Viva sua vida com os braços estendidos, hoje é quando seu livro começa, o resto ainda não está escrito)

 

 

 

 

Continue Reading

Let it go, minhas novas tattoos

Já faz algum tempo que estava no pinterest procurando novas tattoos para pinar e, obviamente, fazer. Ao total já tenho quatro tatuagens mas a vontade é de fazer no mínimo mais quatro! Dizem que depois da primeira tattoo vira vício né? Concordo totalmente! Aproveitei que alguns freelas pagaram e falei com a Dani da Black Magic Tattoo para saber o preço de duas, SIM DUAS tatuagens pequenas. A maioria das minhas tatuagens são detalhes pequenos, que dependendo da roupa nem aparecem, acho mais a minha cara, mas também acho lindo mulheres que fecham o braço, por exemplo. Estou reservando minhas costas pra fazer um grande elefante em aquarela cheio de detalhes e curvas, talvez possa fazer isso na India, afinal Ganesha é o deus que mais gosto e pesquisando sobre o significado de elefante super me identifiquei, quem sabe na próxima…Mas vamos as tattoos novas:

let-it-go-tatuagem-tattoo

Let it go, uma expressão que significa uma das melhores atitudes que podemos ter na vida: deixar ir! Pode parecer difícil ou até mesmo desnecessário, mas é fundamental que a gente entenda como é importante fechar alguns ciclos na vida para que outros comecem. Essa frase define o meu atual momento e por isso resolvi tatua-la no meu corpo. Eu tenho certeza que muitos vão perguntar se é por causa da música da Demi Lovato do Frozen, e a todos esses vou simplesmente responder que sim, afinal amo a Elsa e ela super me representa como princesa independente de príncipes.

A segunda eu escolhi porque cada ano que passa a fotografia vem me presenteando e me ensinando muito! Daqui um mês embarco para minha aventura na Índia onde irei estagiar numa escola de fotografia, uma das maiores na capital em Nova Delhi! Nada mais justo que ter uma câmera representando, não é mesmo?

Continue Reading

Me dispo do seu preconceito

medispo

Há uma semana atrás a Janine, que já foi minha colega em fotografia na UniRitter, me convidou pra participar  como modelo de um projeto muuuito legal para uma cadeira da faculdade dela. O projeto ME DISPO questiona o preconceito e aborda a aceitação das diferenças.  A proposta era a de pensar em um projeto de cunho social, o grupo da Jana e do Lennon tiveram a ideia de criar uma exposição fotográfica que incentivasse as pessoas a despirem-se de preconceitos, esquecendo os eufemismos e expressões que minimizam a real identidade das pessoas.

me dispo2

Diariamente sou chamada de morena pelas pessoas. Mulheres, homens, jovens, velhos e principalmente aqueles que adoram dar uma cantada medíocre na rua. Dá pra perceber que alguns me chamam desta forma a fim de serem educados ou polidos. O problema é que se não ensinarmos a maneira correta pra todos, vão continuar sempre dizendo “conhece a Djulie? Aquela morena, coisa e tal”. Diversas vezes já comecei uma discussão, argumentando e comparando o meu tom de pele e minha raça com as pessoas que me classificam como morena. E não é só morena não. É mulata, parda, cor de jambo, café com leite, chocolate e outros tantos nomes que de tanto serem repetidos criaram raízes em nossa sociedade. Entendam: não existe racismo ao chamar a pessoa de negra! Esse preconceito está dentro de vocês, e não de mim. Exatamente por esse motivo, que Me dispo do seu “morena”.

13433303_1181124935241231_5228411953958263632_o

Muitas pessoas vieram me parabenizar e outras simplesmente dizer NOSSA COMO TU É CORAJOSA. Pleno ano de 2016 e fazer fotos pra um projeto incrível como esse ainda é tabu pra muitos. Minha própria mãe de inicio não curtiu muito a ideia, mas depois apoio e ate compartilhou no facebook, hahaha. O projeto esta bombando na rede! Meu corpinho nu está bem grande e exposto no saguão da faculdade a qual me formei e minha bundinha apenas na Zero Hora ok? A-C-E-I-T-A!

Algumas fotos e o making-off estão disponíveis na página do projeto no Facebook (facebook.com/medispo).  E Até o dia 1° de julho, a exposição estará aberta para visitação do público, no saguão do prédio A do campus Zona Sul da UniRitter.

Continue Reading

Miga, eu vou pra Índia com a AIESEC!

djulie-india-aiesec-intercambio

Como assim sua louca? Simmmm! Vou pra Índia fazer meu intercâmbio profissional durante 1 ano. Esse meu sol na casa 9 (astrologia é um fator muito relevante na minha vida ok?), casa essa que está relacionada a formação de ensino superior, a sabedoria, espiritualidade e das viagens longas ao exterior, me faz querer por tudo ter uma experiência fora ou estar sempre estudando, aprendendo algo. Como disse no post “vem mais transição por aí”, venho procurado intercâmbios de todos os jeitos. Foi então que a AIESEC surgiu no meu feed de notícias como uma publicação patrocinada e o destino fez com que nos apaixonássemos.

Já faz um mês que estou em processo de seleção para as vagas do Talentos Globais com eles. A maioria das oportunidades de estágio profissional são para países em desenvolvimento: Turquia, Índia, México e Colombia. Como meu principal objetivo é aprimorar o inglês, os países da América Latina não me interessaram tanto. Pesquisei muuuuito, me apliquei para todo tipo de vaga relacionada a Marketing e Design, pra tudo que é cidade que tu possa imaginar!  Depois de quatro entrevistas eu fui selecionada para duas! Dá pra acreditar? Tudo verdade!! Na AIESEC, quando a empresa e o EP acordam com a vaga, eles chama de MATCH (sim, igual no Tinder). Uma das vagas é para trabalhar em uma agência de Design em Chennai, na Índia e a outra como designer gráfico numa escola de fotografia em Nova Delhi. Confesso que fiquei beeem dividida, mas pensando nas facilidades morar na capital é bem mais acessível. Chennai fica no Sul da India, como se fosse Porto Alegre e New Delhi como se fosse Brasília. Comuniquei meu manager e disse: SIMMMM EU VOU PRA DELHI!!!

djulie ferreira aiesec talentos globais india
Intercâmbio Profissional AIESEC na ÍNDIA

O próximos mês será correria total. Passagem, visto, vacinas, malas, festa de despedida e… EU NÃO TO NEM ACREDITANDO!! (grito) Definitivamente minha vida vai mudar da água pro vinho. E tenho certeza que muitos vã criticar, questionar ou até criar empecilhos. Mas o único problema é que no caso, a vida é minha, e se eu quero me aventurar pela Índia, isso compete totalmente a minha pessoa (e minha família, obvio). O fato é que se eu não arriscar, quem vai ter historia pra contar hein? hahahaha

Em breve mais notícias sobre os preparativos da viagem people!

 

Continue Reading

Trip Cambará do Sul – Cânions

trip_cambaracapa

Eu adoro trilhas. Há tempos andava pesquisando algumas trips aqui pelo sul afim de me aventurar e conhecer lugares novos. Tô numa fase em que investir numa viagem me agrega MUITO MAIS do que gastar o dinheiro numa noite. Sendo assim encontrei conheci a Trip Tri, empresa aqui de Porto Alegre que viaja para os mais diversos locais, sejam eles regionais, nacionais e internacionais em busca de novas amizades, aventuras e destinos. Eles tem pacotes de viagem de um dia a partir de R$ 79,90, assim como mochilão pra Machu Picchu e Europa nas férias. É incrível! Dá vontade de fazer TODAS pois só pelas fotos que eles postam nas redes tu fica muito afim de conhecer.

trip_tri

Foi então que eu e Ju, minha colega da Ritter e agora também de profissão resolvemos agilizar as coisas e passar o domingo em Cambará do Sul com a Trip Tri. Comprei mochilinha, toalha, bolachinhas e água pra levar na trip. Estávamos super empolgadas pois a Thais (também nossa colega) tinha ido semanas antes com o namorado e super nos recomendou a trip. Madrugamos para pegar o ônibus no local sugerido pela empresa mas o problema é que o tempo estava muito feio. Nublado e chuva durante a maior parte da viagem até Cambará. Os nossos guias da trip avisaram que talvez se tivéssemos sorte iríamos chegar lá no topo e conseguir ver os Cânions. Não tivemos sorte. Muita neblina, aquela chuva bem fininha e uma lama pra ajudar nos tombos. Apesar do tempo ruim, a trip foi boa. Não deu pra tirar nada de foto, nem me arrisquei a tirar a câmera da mochila por causa da chuva. Voltamos pra POA acabadas, porque afinal a trilha foi cansativa e estávamos molhadas, com frio e muita fome.

Mas como eu sou uma pessoa muito insistente, assim que me convidaram pra ir de novo eu não pensei duas vezes! O primo da Tássia (minha bést e teacher de inglês) está começando com esse projeto de fazer as trilhas com o pessoal. Nós pilhamos 10 pessoas e fomos no feriado de Corpus Christi. E o tempo estava limpo, foi amazing! A trilha foi muito mais rápida pois diferente da Trip Tri só tínhamos 10 pessoas e um guia turístico de lá para caminhar em grupo. Saímos de POA as 6h da manhã e chegamos em Cambará cedinho, era umas 9h15 e logo fomos na famosa padaria da cidade tomar um cafezão da manhã pra termos energia para a trip. Depois de algumas xícaras de café, pão quentinho e fritos (piada interna), seguimos para mais 1h de viagem até a subida do Cânion. O sol foi abrindo conforme nós íamos chegando e fui ficando cada vez mais feliz por não repetir a mesma trip para não ver nada. Valeu muuuuito a pena e deu pra tirar fotos incríveis! Tanto no Cânion Fortaleza como na Cachoeira do Tigre Preto pude registrar esse momento e fotografar com as gurias. Super recomendo a todos aqueles que gostam de fazer algo diferente nos finais de semana esse roteiro, desde que tenham certeza que o tempo estará bom, é claro!

Abaixo seguem as fotos 🙂

 

trip_cambara04

trip_cambara05trip_cambara03

trip_cambara02

trip_cambara07

trip_cambara06

assinatura-djulie ferreira negratittude

Continue Reading