Sobre ser negra na Índia

djulie_negra_na_india2
Primeiramente: a India não é fácil. Eu cheguei aqui vai fazer quase dois meses e todo dia tenho algo novo a enfrentar. Já deve ter ouvido falar como este país é machista e não vou te mentir, é sim. Ser mulher já não é fácil, ser negra na India é pior ainda. A verdade é que ser mulher estrangeira aqui pra eles é uma “oportunidade” de ter algo mais fácil e sem compromisso. Para muitos a cultura dos dotes, castas e casamento arranjado existe sim, em cidades menores principalmente. Mas Delhi é uma metrópole. A primeira coisa que tu vai perceber ao chegar em aqui é que a cidade é gigante e desenvolvida. E como em qualquer metrópole  é lotada de pessoas sem paciência e com pressa. Não sei de que cidade tu és, mas imagina uma São Paulo mais suja e com mais gente em todos os cantos. O choque cultural é real, vai ver desde o luxo repleto de ouro dos templos, até a miséria e pobreza dos que dormem e vivem na rua.

 

Nos teus primeiros dias vai perceber o quanto te olham. De início pensei que aos poucos iam parar, mas não, é SEMPRE! Mas sabe o que é mais louco? Eu sentir que sofro mais preconceito por ser negra aqui do que no Brasil. Primeiramente pensei que recebia olhares diariamente de homens, mulheres e crianças mais por causa do meu cabelo e meus traços, do que minha cor. Muitos são curiosos, me olham fixamente querendo entender meu cabelo, mas tem aqueles tarados como de costume,  outros olhares vem junto de cochichos no ouvido e risadinhas contidas. E tem aqueles que me param, perguntam da onde sou, elogiam meu cabelo e pedem pra tirar selfie. Louco né, mas acontece com frequência. De fato é muito desconfortável e pra mim irritante. Mas a paciência é a principal virtude que irás praticar por aqui.

 

djulie na india

 

 O engraçado é que tem indianos mais escuros que eu e se for parar pra comprar o tom de pele eles poderiam muito bem ser negros, mas esse cabelo preto liso escorrido não tem como negar da onde são. Nos primeiros dias me senti mal, porque os olhares deles julgam muito e em massa dentro de um vagão no trem é como se recebesse um soco no estômago. Parece que por ser diferente e não seguir o padrão deles estou errada, não sou bem-vinda, me entende? Mas foi aí que conheci vários africanos que moram aqui há anos e por causa deles entendi melhor o que acontece. Existe muito racismo aqui com negros, mas a mídia abafa tudo, assim como as histórias de estupro em cidades menores. Um dos africanos que é modelo me contou que muitos indianos  não gostam de negros acham negros são traficantes e as negras todas são prostitutas. Daí eu parei pra pensar que talvez os olhares possam ter uma influência desse pensamento ABSURDO. Realmente não é fácil viver aqui, mas tudo tu se acostuma.

 

Mas nos últimos meses eu liguei o foda-se pra opinião dos outros, pras críticas e pro “padrão” que sempre nos obrigaram seguir. Desculpa monamour, não é a Índia que vai mudar isso em mim. Hoje quase dois meses vivendo aqui desfilo, me acho polêmica e dou até tchauzinho pras crianças. Aos poucos eu estou aprendendo a amar os desafios que este país tem me proporcionado. Mas calma lá que tem mais 345 dias de “Incredible India” pra negrinha vivenciar! Sobre ser negra na India: não é fácil como em qualquer lugar do mundo.

assinatura-djulie ferreira negratittude

You may also like

1 Comentário

  1. acredito que o racismo foi “exportado” para a Índia pelos europeus. o país ter se emancipado da Inglaterra há tão pouco tempo mostra, pra mim, quanto ainda é influenciado pela cultura branca europeia. e o racismo vem junto. e o fato dos indianos terem uma cor tão parecida com a tua é bastante interessante, tu não acha? eu fiquei pensando nisso depois que tu comentou… o racismo é muito burro mesmo!

    mas dessa história toda, eu tou é muito feliz que tu tá te aproximando dos africanos! isso é incrível! a cultura e a visão de mundo dos países da África são muito mais ricas que as nossas. e é uma oportunidade para tu ter contato com tuas origens, com a matriz africana, e te empoderar ainda mais como uma mulher negra. aproveita muito, meu bem! <3

    te amo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *