Sobre trocar as box braids fora do país

trocar-as-Box-braids-fora-do-pais

Três meses se passaram desde que eu coloquei as braids em degradê. Meu cabelo cresceu horrores e já estava na hora de trocar as tranças aqui na Índia. No início fiquei meio preocupada pois em todos os grupos que pesquisava nenhum tinha nada sobre trançar os cabelos por aqui. Mas trocar as box braids fora do país não seria uma tarefa fácil se eu não tivese feito amizade com quem? AFRICANOS! ÓBVIO!!!

Meus negões
Meus negões

Lembra quando falei que aqui tem muitos africanos? Então, de alguma forma acabei muito próxima deles, principalmente dos Angolanos que também tem a língua portuguesa materna. Foi quando um deles me apresentou para uma angolana que gostumava fazer trançar em todas as negras de lá. Bingo! Marquei com ela no outro domingo e fui no lugar que ela me indicou para comprar o cabelo jumbo. Vocês não tem noção de como cabelo é barato aqui!!! 250 rúpias o pacote, comprei 4 achando que não ia dar e sabe da maior? Sobrou!!!

Começamos a destrançar pelas 15h e a medida que ela ia tirando as tranças minha cabeça ia aliviando. Não tinha pensado nisso antes mas essas foram as braids mais pesadas que já usei na vida. Ao terminar de lavar o cabelo me olhei no espelho e de fato pude perceber o quanto meu cabelo tinha crescido! Eu tinha ali um black power sem química louco pra definir os crespos. Cheguei a me emocionar de ver todo o empenho e cuidado durante a transição, até chegar num cabelo (sem hidratação claro) 5 centímetros maior e com muito volume.

 

Já estava muito feliz com meu black, mas quando ela terminou de trançar fiquei mais ainda. Eu não sei porque mas esse cabelo é MUITO mais leve que os outros. Enfim consegui fazer o coque com facilidade e inclusive outros vários penteados. Escolhi o cabelo preto pois é mais a minha cara, agora que estou trabalhando no escritório se usasse algo muito diferente já iria ser (mais) julgada com os olhos.

djulie-box-braids

assinatura-djulie ferreira negratittude

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *